Recanto Ecológico Rio da Prata: um dos lugares mais espetaculares que você já viu!

sexta-feira, dezembro 12, 2014 Águas de Bonito 0 Comments

Por Joeci Oliveira

Foto: Márcio Cabral 
Passeio localizado na Serra da Bodoquena é destaque e referência em Ecoturismo

Viajar para Bonito (MS) é uma das experiências mais gratificantes para quer um. E não estamos exagerando ao falar assim; as atividades de ecoturismo que podem ser vivenciadas nesta pequena-grande cidade e arredores (Jardim, Bodoquena e Pantanal) são um descanso para a mente.

Um atrativo premiado Uma destas atividades é o Recanto Ecológico Rio da Prata, que fica no município vizinho de Bonito – Jardim, a 50km de distância. O atrativo já foi eleito a melhor atração turística do Brasil pelo Guia 4 Rodas nos anos 2008 e 2009 dentre outros prêmios nacionais.  


Mergulho em apnéia no Rio da Prata. Foto: Marcelo Krauze
Preparativos
Depois de chegar à fazenda com o voucher em mãos, o primeiro passo é preencher a ficha de seguro do passeio. Depois disso o guia acompanhará até o setor de equipamentos e passar informações importantes sobre o uso do snorkel, máscara, roupa de neoprene, botas e colete (este se necessário).


Trajeto até a trilha Durante o trajeto da sede da fazenda até o início da trilha o guia passa informações sobre a região, atividades paralelas ao turismo realizadas na fazenda (como a pecuária) e trabalho de manejo e conservação do solo. Este trajeto tem em torno de 3km, e é feito em um veículo adaptado para o transporte de turistas.

A trilha
Depois de um passeio de carro, uma agradável trilha interpretativa na mata ciliar do Rio da Prata aguarda os visitantes. Durante o trajeto, o turista tem a oportunidade de ver inúmeras árvores centenárias, e animais silvestres como o bugio, cotia, macaco-prego dentre outros. A trilha tem cerca de 2.200 metros e termina na Nascente do Rio Olho D’agua.


Flutuar e relaxar... Algo que assemelha-se a um pedaço do paraíso! Isso mesmo... é onde começa o rápido treino e adaptação dos equipamentos e procedimentos de segurança durante o percurso.


Aprendendo a flutuar. Foto: Márcio Cabral

A partir daí, deixe-se levar por uma suave correnteza em um mundo subaquático fantástico onde o ecossistema mostra-se em perfeito equilíbrio e tranqüilidade. O turista desce rio abaixo em ambiente cercado de piraputangas, dourados, curimbatás, piaus, lambaris e outros peixinhos a perder de vista.
Para os mais sortudos, quem sabe possam até se deparar com um jacaré, lontra ou sucuri... tem que ter sorte mesmo!



Cardume de curimbas acompanham os turistas na flutuação. Foto: Márcio Cabral

Esta descida rio abaixo tem em torno de 1.500 metros, até o encontro com o Rio da Prata. No encontro dos rios é possível escolher entre continuar flutuando por mais 500 metros ou ir em um pequeno barco com motor elétrico até o final do passeio, no “Deque de Pedra” .

Saco vazio não para em pé! 581
Almoço regional e redário para descanso. Fotos: Raquel Araújo

Depois de um longo e gratificante passeio (o tempo total gira em torno de 3h30min) nada melhor do que tirar a barriga da miséria com um almoço com pratos típicos regionais na sede da fazenda. Depois de comer, o turista pode ainda deitar em uma rede para uma “cestiada” curtindo o fim de tarde.

Informação importante
Uma coisa bacana que não podemos esquecer de mencionar, é que este passeio pode ser feito por cadeirantes (várias restrições e dificuldades), desde que acompanhados por guia exclusivo.

Posts do seu interesse

0 comentários - comente!:

Escreva abaixo seu comentário sobre o artigo.

Caso não seja usuário Blogger, na caixa "Comentar como" selecione Nome/URL(caso não tenha site/blog não é necessário preencher o campo URL)