Aumento de 22% nos desembarques reforça turismo no MS

segunda-feira, novembro 15, 2010 Águas de Bonito 0 Comments

 


 
O aumento de 22% nos desembarques no Aeroporto Internacional de Campo Grande em 2010 é um indicativo do que já estava previsto desde o início do ano: com a evolução na renda da população o turismo doméstico será recorde. "O Ministério do Turismo aponta que o setor vai crescer de 10% a 12% este ano, índice acima do PIB (Produto Interno Bruto) nacional, puxado pelo turismo doméstico. O expressivo aumento no número de passageiros que desembarcaram em nossa Capital reflete essa realidade", diz o presidente da Fecomercio-MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul), Edison Ferreira de Araújo.

O impulso no setor turístico reflete o aquecimento econômico, aumento na geração de empregos formais e melhoria da renda da população brasileira, que fez muitas famílias migrarem das classes D e E para a C. Contribuem para as viagens as promoções das companhias aéreas e a facilidade para compra de passagens no cartão de crédito, assim como os pacotes de viagens, que muitas vezes também podem ser pagos com boletos bancários.

Segundo dados da Supervisão e Controle do Aeroporto Internacional de Campo Grande, de janeiro a setembro deste ano desembarcaram 445.250 passageiros no terminal, 81.443 a mais que no mesmo período do ano passado. O movimento geral no Aeroporto cresceu 15%, com salto importante também no fluxo de turistas de vôos internacionais, mas que ainda representam apenas 1,3% do total.

Durante os vários feriados prolongados ocorridos ao longo do ano, os principais destinos turísticos do Estado, como é o caso da cidade de Bonito, ficaram lotados e a perspectiva para o fim deste ano é que a procura seja grande, o que pode trazer dificuldades para quem deixar as reservas para as últimas semanas que antecedem as festas de Natal e Ano Novo.

"O aumento do fluxo de turistas surte efeitos positivos para toda a cadeia, que compreende vários segmentos, desde a hospedagem ao circuito gastronômico e comércio em geral", avalia Edison Araújo. O aumento do poder de compra da população também foi revelado pela pesquisa da CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) deste mês de outubro, que mostrou que 36,3% das famílias campo-grandenses alegam estar comprando mais que em 2009 e que 64,9% acham que a situação da renda familiar está melhor que no mesmo período do ano passado.

Fonte: MS Notícias

Posts do seu interesse

0 comentários - comente!:

Escreva abaixo seu comentário sobre o artigo.

Caso não seja usuário Blogger, na caixa "Comentar como" selecione Nome/URL(caso não tenha site/blog não é necessário preencher o campo URL)