Fotos do Hotel Águas de Bonito e Região



Links de acesso as principais fotografias do Hotel e Região de Bonito (MS)

Nossos Apartamentos:
- Apartamento Luxo
- Apartamento Luxo Superior
- Apartamento Luxo Especial


Estrutura
- Merenda Pantaneira

- Jardins
- Observação de Pássaros
- 13 fotos maravilhosas do Águas de Bonito


Bonito e Região
- Fotos de visitantes para inspirar sua viagem a Bonito
- 13 Fotos incríveis de viajantes em Bonito e Região
- 14 Fotos do pôr do sol em Bonito e Região
- Como tirar fotos dentro e fora d'água ao mesmo tempo?
- 13 fotos que provam que a capivara é o animal mais simpático da natureza!




Pacote de Passeios Econômico em Bonito (MS)

Colecione momentos, e não coisas. Foto: Gisela Carvalho

Não há dúvidas de que marcar uma viagem é marcar a vida para sempre não é mesmo? E podemos dizer sem sobra de dúvida que uma visita a Bonito (MS) é um destes momentos que ficarão para sempre na memória.

Planejando uma viagem à Capital do Ecoturismo com um preço bacana? Separamos aqui uma sugestão de Pacote com excelentes passeios e valores atraentes:


1º Dia 
Chegada em Bonito

2º Dia
Manhã: Gruta do Lago Azul
Gruta do Lago Azul, o cartão-postal de Bonito. Foto: André Barbosa

Após percorrer uma trilha conhecendo diversos espeleotemas, pode-se visualizar o famoso lago de águas intensamente azuis e com mais de 80 metros de profundidade. Por sua beleza e fragilidade, a área da gruta foi transformada em Monumento Natural, garantindo sua preservação.

Tarde: Estância Mimosa com Almoço
Descanso em uma das 12 melhores cachoeiras do Brasil. Foto: Reprodução

Aventure-se pela rica vegetação adjacente ao Rio Mimoso, em meio a árvores centenárias e animais silvestres. São várias cachoeiras lhe convidando para refrescar-se em suas piscinas naturais.  Há também uma plataforma de salto, pequenas grutas, passarelas suspensas e trecho percorrido em barco a remo. Ao longo da trilha, você passará por diversos mirantes com visão panorâmica da Serra da Bodoquena.

3º Dia
Manhã: Flutuação na Barra do Sucuri
Que tal flutuar em um dos 10 rios de água doce mais cristalinos do mundo?
 
Águas cristalinas que encantam a todos! Foto: Reprodução
O passeio tem início subindo o Rio Sucuri de barco a remo por 1.400m até o ponto onde irá iniciar a flutuação. Na água cristalina, a visibilidade é excelente! Por toda parte há enormes jardins subaquáticos com uma grande diversidade de peixes. O passeio ainda termina no encontro das águas do Rio Sucuri com o Rio Formoso (um dos rios mais lindos da região).
Logo após check-out e saída de Bonito

Informações importantes!

Inclui: somente os passeios listados acima.

Não inclui: hospedagem, refeições (exceto quando descritas no programa) e despesas extras; passagens aéreas; transporte Campo Grande/Bonito/Campo Grande e transporte para os passeios.


Rally dos Sertões 2017 passará por Bonito (MS)

O evento terá largada em Goiânia (GO) e chegada em Bonito (MS). Foto: Divulgação

Marcando os 25 anos do maior evento off-road do País, será realizado entre os dias 16 e 26 de agosto o Rally dos Sertões. O evento terá largada em Goiânia (GO) e chegada em Bonito (MS). Na última semana, os organizadores do evento se reuniram em Bonito-MS para tratar a respeito da estrutura oferecida pela cidade.

O Rally nunca repetiu o mesmo roteiro durante seus 25 anos de existência. Para auxiliar nessa questão, um grupo técnico de trabalho foi criado, com o objetivo de discutir maneiras de apoio logístico e de infraestrutura para a realização do evento em Mato Grosso do Sul, que contará com o apoio do Governo do Estado.

De acordo com informações da Prefeitura de Bonito, a diretoria de provas do Rally fará um estudo dos percursos de Goiânia a Bonito e, em seguida, divulgará o trajeto, com as cidades participantes. 


Sobre o Evento

Com duração de dez dias, o evento conta com competições que envolvem carros, caminhões, motos, quadriciclos e UTVs. Além disso, o Rally é conhecido por levar Ação Social e Ambiental aos locais por onde a prova passa, bem como ajudo a movimentar todos os setores da economia. Outras informações no site do evento: http://www.sertoes.com/

Voos diários para Bonito e Corumbá têm alterações e devem começar em março

Venda de passagens diárias entre São Paulo (Viracopos), Bonito e Corumbá está suspensa entre os dias 11 de fevereiro e 19 de março, mas os voos semanais devem manter o cronograma original.



A Azul Linhas Aéreas Brasileiras, responsável pelos voos semanais para Bonito e Corumbá, informou que os voos diários para os dois destinos, previstos para ter início no dia 6 de fevereiro, terão alterações nas datas e devem começar apenas na segunda quinzena de março.

Conforme a empresa, a venda de passagens diárias entre São Paulo (Viracopos), Bonito e Corumbá está suspensa entre os dias 11 de fevereiro e 19 de março, mas os voos semanais devem manter o cronograma original.

A base de Bonito continua com voos as quartas e sextas-feiras, com o equipamento turboélice ATR 72-600. Para Corumbá os voos são ás segundas, quartas e sextas-feiras, no Embraer 190, que deve substituir o ATR 72 permanentemente, assim que as viagens passarem a ser diárias.

A ampliação de voos e mudanças na aeronave foram anunciadas em dezembro e ainda dependem da aprovação da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

A Anac, por sua vez, informou que para receber as operações pretendidas pela Azul o Aeroporto Municipal de Bonito precisa elevar o Nível de Proteção Contra Incêndio existente de 3 para 5. Ainda segundo a Agência, a elevação já foi oficialmente requerida pelo operador do aeródromo e está em análise, sendo avaliada pela equipe da Anac.

A ampliação dos voos para Bonito e Corumbá é uma demanda antiga, que vem sendo estudada pela empresa e pelo Estado desde o início de 2016, tanto que em abril o governador Reinaldo Azambuja firmou acordo com a companhia aérea Azul para que ela continuasse operando os voos regionais para os dois destinos, reduzindo a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do querosene de 17% para 4%.


Fonte: Bonito Informa

Ministério exclui MS da lista de estados com casos suspeitos de febre amarela

Além da investigação para confirmar se caminhoneiro teve realmente a doença, vigilância epidemiológica tenta descobrir onde ele pode ter contraído o vírus.



O Ministério da Saúde divulgou novos dados sobre o surto de febre amarela no Brasil e excluiu Mato Grosso do Sul da lista de estados brasileiros onde foram registrados casos suspeitos. De acordo com a SES (Secretaria de Estado de Saúde), o ministério não havia levado em consideração que o caminhoneiro que passou o fim de ano em Bonito – a 257 km de Campo Grande – e depois apresentou sintomas da doença também havia passado por São Paulo.

O caso continua em investigação, mas agora a unidade da federação para onde o paciente pode ter contraído o vírus também é motivo de dúvida, conforme consta no último boletim de epidemiológico divulgado pelo ministério.

Segundo a SES, o homem de 39 anos, que vive em Blumenau (SC), ficou em Mato Grosso do Sul do dia 25 de dezembro a 02 de janeiro. Além de Bonito, ele fez paradas em várias cidades até cruzar a divisa com São Paulo. O caminhoneiro só apresentou os sintomas da doença perto do dia 15 de janeiro – intervalo de 13 dias.

O período de tempo entre a saída do caminhoneiro do território sul-mato-grossense e a internação dele em Santa Catarina também pode descartar que ele tenha tido contato com o vírus da febre amarela no Estado. Isso porque o período de incubação da doença – intervalo entre a picada do mosquito e o aparecimento dos sintomas – é de três a seis dias.

A Secretaria de Saúde de Santa Catarina comanda a investigação, que depende de exame a cargo do laboratório Adolfo Lutz, em São Paulo (SP), para confirmar se o homem teve febre amarela. Um primeiro exame, feito em Blumenau, deu resultado negativo para a doença e positivo para leptospirose.
A SES também monitora a situação e informa que o paciente está bem, já em casa.

Surto – Conforme o boletim do Ministério da Saúde, no Brasil, há 430 casos de febre amarela em investigação, 107 foram confirmados e 31 descartados. Dos 113 óbitos notificados, 46 foram confirmados, 64 ainda são investigados e três foram descartados (veja no quadro). 

Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia e São Paulo são os Estado onde há pacientes com suspeita da doença. Já o caso atribuído inicialmente, como local provável de infecção ao Mato Grosso do Sul, está sendo reavaliado, divulgou o ministério.
Doença - A febre amarela é uma doença infecciosa, causada por um vírus transmitido pela picada de mosquitos, por isso, há maior risco em Estado existem matas, como é o caso do Mato Grosso do Sul.

Os sintomas são febre, dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômito, dores no corpo. A doença causa insuficiência hepática e renal.


A vacina, que tem validade de dez anos, é a melhor forma de prevenção, segundo o Ministério da Saúde.

Fonte: Campo Grande News